top of page

"Como cordeiros entre lobos": Mateus 10:16 e Como Jesus espera que você se conecte com as pessoas

como ovelhas no meio de lobos
"Olhai, eu vos envio como ovelhas no meio de lobos..." Mateus 10:16

O que vem à sua mente ao pensar que você é um cordeiro e que está no meio de lobos? Talvez não seja uma imagem muito encorajadora. E você se sentiu assim ao pensar em sair para pregar? Se sim, isso explicaria por que é tão difícil para você sair para evangelizar.


Por muitos anos me perguntei: O que Jesus queria dizer com esta metáfora? Será que Jesus quer nos enviar para uma missão suicida? Ouvi muitos sermões sobre este texto: alguns clássicos, que falam sobre a disposição para o martírio por parte dos crentes, e outros muito modernos, que descrevem ovelhas se disfarçando de lobos para permanecerem entre eles.


Não entendia completamente o seu significado, mas Deus falou ao meu coração lendo a passagem de 1 Samuel 22, onde Davi, fugindo de Saul, foi se esconder em uma caverna em Adulão, e curiosamente, estando lá, de repente começou a chegar gente à caverna. Primeiramente, chegou sua família. Mas depois começaram a chegar todo tipo de pessoas.


Alguns porque estavam envolvidos em algum problema, outros porque deviam muito dinheiro, e outros ainda, simplesmente porque não estavam satisfeitos com a vida que tinham. Cerca de quatrocentas pessoas se juntaram a Davi em poucos dias.


Imagine esta cena: Você foge para o deserto, porque sua vida está em perigo, e de repente começa a chegar gente para que você os receba no seu esconderijo. E quando você pergunta: Por que vocês estão vindo aqui? Eles respondem: “Porque eu também estou sendo perseguido…”


"Os problemas estão me perseguindo" - eles dizem - "É por isso que me identifico com você. Vejo a minha situação refletida em você."


Você não sai do seu espanto. Realmente não entende por que essas pessoas vêm até você. Não tem soluções para elas! Você mesmo está fugindo! Mas o número de pessoas aumenta... e em menos tempo do que um galo canta, você tem 400 novos membros na sua comunidade, exigindo sua atenção e cuidado... E todos concordaram em te fazer o líder deles! E você só se pergunta: "O que está acontecendo aqui?"


E, dessa forma, assume-se uma liderança que lhe foi atribuída sem a procurar. Olha-se para a necessidade das pessoas e diz-se: "Elas estão necessitadas... são como ovelhas sem pastor..." e surge a compaixão. E esse amor move a cuidar deles, a pastoreá-los.

Vê-se neles pessoas valiosas, que podem fazer grandes coisas. Vê-se coragem naqueles que fogem, porque estiveram dispostos a deixar tudo para buscar fazer um mundo melhor para eles e suas famílias. E não se pode deixar de guiá-los.

(El Artículo continúa debajo de nuestra publicidad)


E acaba liderando uma comunidade no deserto, tal como fez Davi. Ele era o líder de um grupo de ressentidos que viu seu liderança, e decidiram segui-lo. Mas como as pessoas se conectavam com Davi, ao ponto de quererem segui-lo até a caverna de Adulão e formar parte de uma comunidade nômade no deserto?


Direi sem rodeios: Eles viram a sua vulnerabilidade. E se identificaram com isso.


É fascinante, mas ao mesmo tempo muito contrário às formas que nos ensinaram sobre liderança convencional. Os especialistas dizem: “Se quiser ser um líder, não deve mostrar fraqueza, porque ninguém segue um líder fraco”.


Os conceitos que se manejam nessa escola são: O macho alfa, o mais forte, aquele que parece invencível, aquele que nunca chora, aquele que nunca duvida. Esse é o tipo de liderança que te vendem no mercado, e que muitas vezes acabas comprando.


Em uma ocasião, o filho de uma pastora morreu, e ela permaneceu imperturbável durante todo o tempo do velório, sem mostrar a dor que carregava por dentro, como fiel seguidora da escola do superliderança. Duas semanas depois, ela sofreu um colapso nervoso.


No ano seguinte, após um longo processo de recuperação, ouvi seu testemunho. Ela disse: "Quão equivocada estava com relação à minha liderança; por não querer mostrar dor ou fraqueza, quase perdi a vida. Liderança não é sobre fingir ser forte, mas também sobre mostrar que somos humanos". Ela aprendeu o valor de se mostrar vulnerável. E na sua fraqueza, sua liderança cresceu ainda mais.


Há alguns meses, ouvi o testemunho no podcast da esposa de um famoso pregador mexicano. Em uma mensagem simples, ela contava como sua vida se tornou uma tragédia, pois começou a sofrer de transtornos de ansiedade durante a pandemia.


O mais difícil foi sentir-se pressionada pelas pessoas e pelo ministério. Alguns a criticaram, outros a apontaram, dizendo: “Uma pastora com episódios de ansiedade? Como isso testemunha o evangelho?” Outros até foram mais longe, duvidando da sua salvação.


Mas quando você olha para Davi e lê alguns dos seus salmos, verá que aquele que foi chamado de homem segundo o coração de Deus enfrentou fortes batalhas emocionais que o atormentaram. Ele se sentiu abatido, mas não destruído, perseguido, mas não desamparado. Na sua fraqueza, Deus se manifestou, e aqueles que o viram aprenderam com ele a depender de Deus.


O que acontece é que no conceito de “superliderança”, não admitimos nossa humanidade. Mas o que conectou Davi com as pessoas no deserto foi a sua vulnerabilidade.

E é a partir desta perspectiva humilde que uma liderança se conecta com seu povo; porque faz sentido o aviso de Jesus:

"Eu vos envio como cordeiros entre lobos".

Um cordeiro é vulnerável diante dos lobos. Não pode lutar contra a violência deles.


E é que Jesus não espera que você desenvolva o ministério mostrando-se forte. Ele espera, sim, que você mostre vulnerabilidade, para se conectar com as pessoas a partir da sua fraqueza. Por quê? Porque é na sua fraqueza que se manifesta o poder Dele. E essa é a única maneira de guiar as pessoas até Ele.


Quando você constrói seu ministério em torno de uma liderança aparentemente forte, as pessoas começam a olhar para sua capacidade e força, sua maneira de operar, de liderar, e de forma imperceptível começam a se tornar dependentes de você, da sua força e da sua capacidade... e deixam de ir a Cristo.


Você está capacitado para carregar as cargas das pessoas? Se nem mesmo consegue carregar bem as suas! Davi entendeu isso. Ele pensaria: "Não posso carregar minha própria carga, quanto menos a carga das pessoas, mas o que posso fazer é ensinar as pessoas a carregarem suas cargas comigo até o Senhor..."

E entender a sua vulnerabilidade o levou a depender mais de Deus. E assim ele se tornou um líder que guiava seu povo a confiar em Deus.


Suas fraquezas não te anulam. Elas, na verdade, te fortalecem.


Talvez você se olhe e diga: "Deus nunca me usaria". Porque você tem problemas matrimoniais ou filhos rebeldes; porque você não controla completamente seu caráter ou tem defeitos muito visíveis. Mas entenda algo: Jesus não espera que você seja perfeito para usar você. Ele não espera que você seja um lobo, mas sim um cordeiro.


Então, não pregue a partir da sua suficiência, nem de um pódio de superioridade. As pessoas não precisam ver em você um ser humano grandioso, que supera as piores situações. Mas sim uma pessoa tão fraca quanto eles, porém firmada em um Deus Todo-Poderoso.


Quando temer sair para pregar, por se sentir frágil, lembre-se que Deus te diz, como a Paulo: "Meu poder se aperfeiçoa na tua fraqueza! Basta-te a minha graça!"



como cordeiros entre lobo

Autor: Pr. David Parra

País: Medellín, Colômbia


Versículo extraído da Bíblia, versão RVR 1960: "Eis que vos envio como cordeiros entre lobos..." Mateus 10:16


Leia mais conteúdos como este em nossa seção de português: NotiCristo Brasil





Veja mais conteúdos como este em nossa seção NotiCristo Brasil.

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

AYÚDANOS A PREDICAR

Tu donativo se usará para mantener programas evangelísticos

y el costo operativo de todos nuestros medios de comunicación.

¿Cómo, pues, invocarán a aquel en el cual no han creído? ¿Y cómo creerán en aquel de quien no han oído? ¿Y cómo oirán sin haber quien les predique? ¿Y cómo predicarán si no fueren enviados? Como está escrito:

¡Cuán hermosos son los pies de los que anuncian la paz, de los que anuncian buenas nuevas! (Romanos 10:14-15)

Recibe nuestros artículos en tu email

Es totalmente gratis, sin spam, y lo seguirá siendo...

Gracias por tu suscripción

FIVERR.jpg
bottom of page